top of page

Minas é o primeiro estado do Brasil a superar marca de 5 GW de geração de energia solar fotovoltaica




Minas Gerais faz história mais uma vez em relação à energia solar fotovoltaica como primeiro estado brasileiro a superar a marca de 5 GW de geração de energia solar fotovoltaica em operação, de acordo com dados públicos divulgados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).


O pioneirismo em relação a esse tipo de energia, evidenciado pelos números, reforça o protagonismo e o compromisso do Governo do Estado com a geração de energia limpa, barata e renovável.


A participação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio da Superintendência de Política Minerária, Energética e Logística, tem sido essencial para a manutenção da vanguarda de Minas Gerais quando o assunto é energia solar fotovoltaica.


Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, a conquista de Minas em relação à geração de energia solar reflete “investimentos sólidos e constantes no setor, além da melhoria no ambiente de negócios voltados para energia sustentável, fortalecendo a cadeia produtiva da geração de energia solar e prospecção de investimentos voltados para esse tipo de energia’’.


Cenário energético


A liderança mineira em relação à energia solar fotovoltaica pode ser explicada pela contabilização tanto por geração centralizada (que inclui grandes usinas) quanto por geração distribuída (pequenos módulos descentralizados).


Somente de janeiro a março de 2023, 823 MW de geração centralizada entraram em operação em Minas Gerais nos municípios de Jaíba, Araxá, Janaúba e Pirapora.


No mesmo período, o estado entrou em operação de 267 MW em geração distribuída. Portanto, somente no primeiro trimestre de 2023, Minas Gerais foi contemplada com o acréscimo de 1,09 GW de energia solar fotovoltaica em operação.


Entre as ações do governo, a avaliação de um cluster fotovoltaico (conjunto de servidores) em Minas evidenciou gargalos na cadeia produtiva e possibilitou a tomada de decisões efetivas. Assim, foi possível encaminhar medidas para possibilitar o crescimento da geração de energia solar e o desenvolvimento econômico das regiões contempladas, gerando emprego e renda.


Fonte: Agência Minas

28 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page